Kefir – Cogumelo Chinês

Seguem aqui informações a respeito do Kefir, ou Cogumelo Chinês, que dizem que ter sido trazido da China para o México pela Madre Teresa de Calcutá, que desejava ajudar aqueles povos, onde não havia médicos ou remédios.

“Possuem a aparência de “grãos” que variam de tamanho, aproximadamente 3 a 7 milímetros e de textura plástica, opaca, ligeiramente transparente que pode ser de coloração branca ou amarelada. Não se trata de algo desenvolvido por pesquisas de laboratório, foi por séculos um segredo étnico. Estudado por pesquisadores ocidentais no decorrer do século XX, vem se popularizando mundialmente desde 1999 com maior intensidade. E há uma forte tendência para que ocupe papel de destaque no século XXI. Atribui-se ao uso diário do kefir a famosa longevidade e saúde dos habitantes das montanhas russas do Cáucaso que são os únicos a alcançarem a idade de até 120 anos gozando de total saúde.”

Benefícios decorrentes de seu uso:
- Coração: alivia sintomas de doenças cardíacas;
- Articulações: alivia reumatismo, tira dores de extremidades e dores musculares;
- Câncer: impede o aparecimento e cura em alguns casos;
- Fígado: melhora as suas funções, remove problema de vesícula e outros males;
- Cabeça: alivia dores de cabeça e enxaquecas;
- Pulmões: fortifica, cura bronquite, asma e elimina a tosse;
- Músculos: alivia músculos enrijecidos e relaxa os músculos da nuca;
- Nervos: resolve problemas de insônia e tonturas;
- Obesidade – cura obesidade, queimando as gorduras (melhora a tireóide);
- Olhos: ajuda em problemas de vista cansada e ate casos de catarata;
- Cabelos: fortalece a raiz e evita a calvície;
- Rins – cura suas enfermidades, melhora a urina e elimina cálculos renais;
- Sangue – baixa o colesterol, diminui a hipertensão e cura hemorróidas;
- Ânimo – melhora o astral, transformando a vida em alegria.

Modo de preparo

 Kefir pode ser preparado com água ou leite. Para o uso de apoio em terapias emprega-se uma quantidade maior do que como complemento na alimentação básica e para tal a água é mais indicado.

 Em água: Adicione de 2 a 4 colheres de sopa com grãos de kefir em um litro de água mineral. Coloque 3 colheres de sopa de açúcar mascavo, rapadura moída (rapadura só em caso de encontrar outros produtos, ela pode degenerar a cultura), ou melado de cana. Mantenha uma boa higiene no preparo. O recipiente pode ser de vidro, inox, ou plástico de boa qualidade. Tampe o recipiente para evitar a presença de impurezas, ciscos, poeira e insetos, mas deixe uma saída de ar, pois na fermentação haverá a expansão de gás carbônico e se for hermeticamente fechado poderá explodir, cubra com pano e prenda-o com um elástico. Deixe em temperatura ambiente durante 10 a 40 horas, lembre que os dias mais quentes aceleram a cultura e os dias frios retardam.

 Depois de esperado o tempo necessário, geralmente 24 horas, coe e armazene em recipiente igual ao anterior. Nunca utilize alumínio em nenhuma das etapas. Os grãos se multiplicam com rapidez e devem ser reaproveitados para uma nova cultura após terem sido lavados em abundante água corrente e utilizados para a importante disseminação comunitária, lembre-se de sua preciosidade. Os grãos possuem valor individual, familiar e coletivo, são bons para nos ajudar individualmente e coletivamente.

 Os grãos que ficarem estacionados na superfície são matéria morta e devem ser descartados.

 No leite: O procedimento é igual ao da água, com a diferença de que o leite deve ser morno ao iniciar a cultura. Leite pasteurizado pode ser empregado. É aconselhável que se tenha sempre em mãos uma cultura na água também, pois o leite é um produto que vem sendo adulterado com substâncias químicas desde a alimentação da vaca até o seu acondicionamento e com o tempo a cultura de kefir pode sofrer alterações. Não há necessidade de se adicionar açúcar mascavo ou equivalente ao leite, ele já tem o seu açúcar próprio que conhecido pelo nome de lactose. A lactose é consumida e transformada pela cultura e torna o leite enriquecido e assimilável por aqueles que possuem intolerância à lactose, adultos e crianças até da mais tenra idade, como bebes, por exemplo. O sabor é muito palatável.

 Modo de consumo do Kefir

 Tem uso interno e externo. O uso externo é indicado para problemas cutâneos como acne com incrível eficácia e para a manutenção e regeneração da pele. No uso contínuo e diário, com 300ml a 500ml (meio litro) já se consegue bons resultados e benefícios. Para a maioria dos empregos terapêuticos aconselha-se a ingestão de kefir feito com água na quantidade aproximada de 1 litro por dia e dois litros em casos graves de anemia e para uma intensa desintoxicação orgânica. É recomendada a ingestão diurna do kefir, após o por do Sol a interação química com o corpo não é das melhores e deve ser evitada. Não comemos os grãos de kefir, mas sim ingerimos a parte líquida de fermentação da cultura. Pode ser refrigerado, misturado na base de 50% nos sucos de frutas. Kefir com mel e guaraná em pó é um tônico geral maravilhoso. Os produtos lácteos do kefir podem ser adicionados a frutas, utilizados em receitas variadas, mas sempre consumido cru. O uso de chás medicinais para a fermentação desta cultura traz bons resultados.

 Armazenamento

 Após coado, o líquido resultante da fermentação da cultura deve ser conservado em refrigeração, mesmo quando consumido na forma de queijos. A duração de seus produtos vai até no máximo três dias, mesmo sob refrigeração. Os grãos, após lavados e secados devidamente à sombra em temperatura ambiente, podem ser mantidos refrigerados a 4°C ou liofilizados por congelamento. As formas comerciais de kefir contém apenas uma parcela de seus componentes e o mais conhecido é o kefiran. O armazenamento do kefir tem sido a maior barreira para a sua ampla comercialização. Até mesmo as matrizes vendidas por correio no exterior não são o verdadeiro kefir por serem apenas elementos parciais do kefir, assim como em yoga, a fonte de aquisição é um fator fundamental em sua eficiência e garantia. Os grãos verdadeiros são adquiridos de pessoa a pessoa, pessoalmente e com uma corrente de bons fluídos, da qual o kefir é apenas mais um componente. Mantenha sempre uma reserva de grãos na geladeira e a outra no congelador, sob refrigeração duram uns dias e congelados um mês com segurança. Tal medida garantirá a disponibilidade de isca caso a cultura em mãos se danifique ou se perca.

 Benefícios

 O kefir é tido como um ótimo regulador do peso. A associação simultânea de kefir com jejum é um desastre, o kefir atua como um enzimático poderoso e acentua amplamente o anabolismo, ou seja a assimilação de nutrientes, isto faz com que seja necessária a utilização de comida normalmente. Para os que gostam de jejuar o uso nos dias de jejum pode ser suspenso. Se alimentar só de kefir é uma atitude errada e contra indicada. Um grande restaurador da vitalidade e da disposição física, mental e emocional é o nosso amigo kefir.

 Se diz que o kefir é uma bênção para o nosso século porque é um auxiliar vital e importante contra diversos tipos de disfunções e moléstias que são típicas de nossos dias, por exemplo: Ajuda a combater os males contraídos por irradiações, exposições a monitores de vídeo, na desintoxicação de poluentes tóxicos, etc. Combate distúrbios nervosos, a ansiedade e a insônia, reduz o colesterol e regulariza a digestão, restaura rapidamente a micro flora intestinal, ótimo para quem se submeteu a longos tratamentos com antibióticos. Na Rússia e na Alemanha o uso em hospitais psiquiátricos tem obtido nobre respeito. Promove uma absorção orgânica muito maior de sais minerais e vitaminas, principalmente a vitamina B12, ajudando nos problemas de desnutrição. Auxilia a absorção de proteínas.

 Tem sido usado no tratamento de pacientes que sofrem de AIDS. Aumenta a imunidade em grande escala. Tem colaborado no tratamento de herpes, câncer e síndrome de fadiga crônica. O uso regular de kefir pode ajudar a remover todo tipo de desordem do aparelho digestivo. A purificação orgânica que promove auxilia a obtenção de um eco sistema interno perfeito para a saúde e para a longevidade. O kefir de 12 horas de fermentação produz efeito laxativo no intestino e o de 40 horas de fermentação prende o intestino.

 Kefir pode ser usado nos seguintes casos: Desequilíbrios emocionais e de origem nervosa. Erupções cutâneas. Problemas renais e da bexiga. Anemias. Problemas respiratórios. Alergias. Disfunções hepáticas. Diarréia. Prisão de ventre. Problemas cardio-vasculares (infarto e arteriosclerose). Reumatismos. L.E.R. Tumores. Doenças do estômago, úlceras pépticas e duodenais, gastrite. Digestivo, não produz intolerância ou efeitos colaterais. Em doenças graves e prolongadas deve ser tomado abundantemente três vezes ao dia meio litro por vez.

Para praticantes de yoga o seu consumo de até meio litro antes das práticas é recomendado. O uso prolongado auxilia na concentração mental. Os efeitos terapêuticos e espirituais da yoga e do kefir acentuam-se quando combinados. O corpo sutil energético de ser humano, os chakras e nadis, ou meridianos são regularizados e harmonizados, ganhando um efeito tonificante. O odor do corpo muda para melhor e o magnetismo pessoal é aumentado. Por beneficiar o chakra do plexo solar (manipur) o praticante adquire prosperidade acentuada e muita saúde, física, mental e emocional. O condicionamento físico é aumentado. Os benefícios de se consumir kefir diariamente são incalculáveis!

Para bebes a sua colaboração no desenvolvimento de um aparelho digestivo saudável é vital. Kefir é rico em vitamina B12, B1 e vitamina K. É uma fonte excelente de biotina, a vitamina B que aumenta a assimilação das outras vitaminas do complexo B.

 Iniciando o uso do Kefir

 Não comece com quantidades elevadas. Experimente meio copo, uns 100ml, no primeiro dia e veja como se sente neste dia, avalie a sua aceitação digestiva no dia seguinte e só aumente a quantidade aos poucos e gradativamente, em um mês já se pode ingerir um litro e assim aumente mais aos poucos, conforme a sua finalidade. O aumento excessivo de gases intestinais é indício de dose muito elevada. As vezes um mês sem kefir pode ser bom para esperar um melhor momento orgânico para eliminar efeitos de gases persistentes. Bom senso e auto observação a alterações radicais no corpo devem ser levados em conta.

Deixe uma resposta